Logotipo Rafael Cavalcanti

SEU CARTÃO FOI 

CLONADO, FURTADO OU EXTRAVIADO?

Tenha uma ORIENTAÇÃO DE ALTÍSSIMO NÍVEL feita por Advogados especialistas na área de direitos dos passageiros e que trabalham incansavelmente por uma EXCELENTE INDENIZAÇÃO em cada caso.

 

SEUS DIREITOS

Teve seu cartão clonado, furtado ou extraviado: quais os seus direitos?

O consumidor deve saber como agir quando tem seu cartão de débito ou crédito clonado, furtado, extraviado ou até mesmo perdido ou roubado. Dessa forma é possível exigir seus direitos no caso de maiores danos por estes motivos.

 
 
1. Primeiras providências

Em caso de clonagem, furto, extravio, roubo ou perda do seu cartão, a primeira medida é comunicar/registrar o fato à administradora do cartão e pedir o bloqueio ou o cancelamento. Anote o nome da pessoa que atendeu a ligação, a hora e o protocolo do atendimento ou envie um e-mail.

A segunda medida é dirigir-se à Delegacia de Polícia e registrar um Boletim de Ocorrência (que pode ser feito online em caso de furto). Relate o ocorrido com o maior número de informações possíveis e encaminhe cópias do B.O para a administradora ou banco e, para os órgãos de proteção ao crédito, informando o ocorrido.

 
2. Furto ou Roubo

Se o cartão furtado ou roubado for utilizado ANTES DA COMUNICAÇÃO do fato, em regra, a instituição financeira não tem responsabilidade, pois cabe ao cliente bloquear o cartão imediatamente e comunicar o furto à polícia;


Se o cartão for usado APÓS A COMUNICAÇÃO do furto ou roubo, a culpa é da instituição financeira. Dependendo do caso o cliente pode requerer na Justiça o cancelamento das compras, dos juros cobrados, a devolução em dobro de cobranças indevidas e, até mesmo, a pertinente indenização por danos morais;

Se ocorreu um saque sob COAÇÃO OU FRAUDE dentro da agência, o banco é responsável pela segurança do cliente e deve ressarci-lo.

 
3. Extravio

Cartões enviados via correspondência por uma instituição bancária devem estar sempre bloqueados;

Em caso de extravio, o cliente não pode ser responsabilizado por compras realizadas antes do recebimento do cartão, pois o desbloqueio só poderia ser feito pelo próprio cliente;

 

Nesses casos o uso indevido do cartão é de responsabilidade do banco.
 

 
4. Clonagem

A responsabilidade do banco é integral, pois esse tipo de fraude se caracteriza por falha na segurança interna da instituição; 

 

A operadora do cartão deve se responsabilizar por todos os danos causados ao cliente;

 

Fraude relacionada a compra online também é responsabilidade da administradora do cartão; 

As empresas têm acesso à tecnologia para descobrir o local, o horário e de qual computador essa compra foi efetuada.

 

CONHEÇA SEUS ADVOGADOS

Foto Rafael Cavalcanti
DR. RAFAEL CAVALCANTI
OAB/RJ 200.960

Proatividade, transparência e eficiência.

 

Advogado com vasta experiência e ótimas indenizações na área de direito dos passageiros. Formado pela faculdade Candido Mendes/RJ e atuante na área civil e consumerista.

Foto Nicolle Duque
DRA. NICOLLE DUQUE
OAB/RJ 231.790
 

Comprometimento e agilidade.

 

Advogada graduada pela  Unesa em 2019 com ampla experiência em direito civil e com atuação em todos os estados brasileiros.